Abelha Irai - Nannotrigona testaceicornis (Lepeletier)

Discos de cria da Irai

São abelhas totalmente mansas, sociais, cujos ninhos são encontrados em ocos (de árvores, moirões de cerca, paredes de pedra, etc.), os quais raramente são ocupados inteiramente, o que também ocorre em colméias artificiais. A entrada do ninho é geralmente curta e construída com cerume, sendo fechada à noite. Os favos de cria são helicoidais, mas podem ocorrer favos horizontais e há células reais. O invólucro está presente nos favos de cria. Os potes de alimento são pequenos e podem atingir 1,5 cm de altura (Nogueira-Neto, 1970). As colônias apresentam de 2.000 a 3.000 abelhas (Lindauer & Kerr, 1960).


Caixa para Irai:

Medidas internas: 15 x 15 x 20

Modelo INPA usada para Mandaçaia pode ser usado para a Irai, retirando a melgueira.

Multiplicação da Irai:

Para a multiplicacao da Irai, usamos o mesmo procedimento para as Jatais, ou seja, procura-se a celula real ( realeira ) nas bordas dos discos de cria e ao encontra-la, retira-se esse disco juntamente com mais discos acima e abaixo ( um disco acima e um disco abaixo ). Na plataforma que recebe os discos, deve-se colocar bolinhas de cera para receber os discos, facilitando dessa forma a manutencao dos mesmos realizada pelas abelhas. Colocar tambem alguns potes de polem e mel ( nao danificados, ou seja intactos ). No segundo dia, fornecer alimento artificial ate que a colonia esteja forte, a partir dai cessa-se a alimentacao. Tambem e necessario fornecer campeiras para a caixa filha, portanto, apos a divisao, trocar de lugar, a caixa filha fica no lugar da caixa mae e a caixa mae vai para um lugar distante ( distancia maior que 3 metros ).